segunda-feira, 31 de agosto de 2015

estes dias.


os últimos dias têm sido difíceis. às vezes as coisas correm mal, a vida é difícil, põe-nos à prova. mas pelo meio temos tido bons momentos. isto é o que eu vejo quando sinto que tudo parece correr mal: eles felizes e saudáveis. felizes, saudáveis. tudo está bem. a vida é boa para mim. e, além disso, ontem eles tiveram a oportunidade de tomar o primeiro banho numa banheira a sério. e foi divertido.
guardei o som das suas gargalhadas.


[agora também estamos aqui @veragostinho]

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

à mesa.


arroz de cenoura, ervilhas e ovo.

prato de sobras: espinafres com cogumelos, batata doce salteada, arroz e puré de feijão preto.

salada de massa, espinafres, milho, pepino, tomate e ananás.

legumes salteados com arroz.

arroz com baila.

salada.

massa com couve-flor, iogurte, queijo e pão ralado.

cuscuz com legumes.

carne estufada com puré.

arroz com o que sobrou da carne e cogumelos.


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

à mesa.

caril de grão, raita e papari.
massa com brócolos, lentilhas e queijo.
arroz com salmão.
o novo prato preferido do migas: bolinhas de arroz [estas com salmão] e bolinhas de alfarroba.
sopa de borrego, com massa e lentilhas.
iogurte natural. o da maria à esquerda, o do migas à direita.
outra vez bolinhas de arroz. estas são de brócolos e cenoura.
sopa de milho e brócolos.
 
[as bolinhas de arroz:
as primeiras foram feitas com o que sobrou do arroz de salmão: acrescentei + ou - uma colher de chá de queijo creme [o suficiente para ligar] e coloquei no frigorífico. 30 minutos depois estão prontas. comem-se frias. as segundas são com arroz de cenoura e brócolos mas as possibilidades são infinitas: com pedacinhos de ovo cozido, com lascas de frango, com lentilhas, milho, feijão, arroz cozinhado em caldo de legumes, com açafrão para ficarem amarelinhas, com peixe branco, com esparregado...ao início aproveitava o que sobrava do arroz agora já faço arroz de propósito para as bolinhas. faço do tamanho de uma ameixa grande. o migas come sempre 6. ]

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

estes dias.


estamos a aproveitar o que o verão nos dá. os amigos do parque estão de férias, o café e a padaria estão fechados, os vizinhos regressam com o verão na pele. e às vezes sinto que estamos aqui enquanto todos os outros estão a aproveitar: a sair da rotina, a dormir noutras camas, a viver aventuras. sinto que estamos a perder o verão [e eu que até prefiro o inverno]. e é por isso que os levo até onde posso, que vou com eles até onde o metro, o autocarro e o comboio nos levam. tiro-os de casa para não ter esta sensação de que estamos a perder o verão. quando o pai está de folga leva-nos à praia. e fico cansada e com tudo por fazer. mas também fico feliz quando, antes de os adormecer, a maria me diz que o dia foi divertido, quando ela não consegue adormecer porque quer falar de todas as coisas que vimos e que fizemos. e depois eles adormecem e eu vejo todas as fotografias que lhes tirei: eles a viverem aventuras: o miguel que queria tanto andar de teleférico, o tobias que já pode ir passear à rua, a maria que fez uma amiga. estamos a aproveitar lisboa. e o nosso verão tem sido bom, tem sido o melhor.